topo br

LUDENS

Campeonato Brasileiro de Rugby, uma história (por Diego Gutierrez)

SPAC em 1969

O ano é 1972, a guerra fria domina os noticiários, o movimento hippie continua a lutar por um mundo de paz e amor e os EUA anunciam a retirada das tropas do Vietnã, no que se tornaria a maior derrota militar da história do país. No Brasil, a ditadura militar controla a nação com mão de ferro, o presidente é o general Emilio Garrastazu Médice, no auge da repressão. No esporte, Emerson Fittipaldi se tornava o primeiro brasileiro campeão mundial de Fórmula 1. Enquanto isso, o rugby realizava seu primeiro campeonato nacional de clubes, envolvendo agremiações do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Jogos de rugby envolvendo paulista e cariocas já eram comuns, acontecendo desde o início do século XX, como os clássicos duelos entre as seleções dos dois estados pelo já finada Taça Beilby Alston. Porém, foi apenas em 1972 que a antiga União de Rugby do Brasil organizou um campeonato longo, envolvendo equipes dos dois estados. É a partir desse momento que as competições nacionais terão início e, com um nome ou outro, com mais ou menos clubes, o Brasil sempre teve um campeão nacional de rugby ao final de cada ano. Ao longo de todos esses anos, 23 agremiações disputaram a elite do rugby nacional, provenientes de sete estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Bahia.

O campeonato, com o nome de Torneio Aberto, é na verdade o antigo o Torneiro Aberto Paulista (disputado desde 1964), com a adição do Rio Cricket Associação Atlética, único clube de Rugby fora do estado de São Paulo. O campeonato contou com a participação de 10 clubes divididos em 14 equipes e 3 divisões.  Na elite estavam SPAC, Rio Cricket, Barbarians e CUSP; na segundona, SPAC ‘B’, Circulo Argentino, Colégio Pasteur, Medicina-USP e Mackenzie; e na terceirona (sim, o campeonato começou já com uma terceira divisão!), Colégio Pasteur 'B', Medicina ‘B’, Mackenzie ‘B’, Escola Técnica Federal e Colégio São Bento.

O Clube Universitário Paulista (CUSP), time formado como uma seleção universitária em 1969, concluiria em 72 a sua curta e gloriosa história (jogando como FUPE). A equipe seria desmontada nesse ano, com os estudantes passando a jogar pelas suas respectivas universidades, após se tornar o primeiro campeão brasileiro, conquistando 6 vitórias em 6 jogos. Rio CAA, SPAC e Barbarians terminaram empatados com duas vitórias cada.

O ano de 1977 marcou a criação definitiva de uma competição nacional: o Campeonato Paulista voltaria a ser disputado como uma competição regional, sendo criado o Torneio Aberto Brasileiro, ou Campeonato Brasileiro de Rugby. Essa primeira edição contou com dois fluminenses: o Niterói, Guanabara e Rio Rugby, além de Barbarians, Nippon (clube da colônia japonesa de São Paulo) e SPAC, que se consagrou o grande campeão desse ano.

O Curitiba Rugby Clube foi o primeiro time de fora do eixo Rio-São Paulo a disputar o campeonato, no ano de 1983, dando realmente uma dimensão nacional ao torneio. O próximo estado a contar com um representante seria Santa Catarina, com o Desterro Rugby Clube, de Florianópolis, fundado em 1994 e entrando para a história em 1996, como primeira equipe de fora do sudeste a se tornar campeã brasileira.

A final deste sábado definirá o 42° campeão brasileiro de rugby brasileiro. SPAC e Pasteur farão mais um duelo histórico com muita tradição e rivalidade, serão 9 títulos brasileiros em campo, 6 do lado dos ingleses e 3 do lados dos franceses.

O SPAC é a agremiação mais tradicional do rugby brasileiro, fundado em 1888 para ser o ponto de encontro da colônia inglesa em São Paulo. O São Paulo Athletic Club  marcou a história do esporte da nacional quando seu membro mais ilustre, o folclórico Charles Miller, trouxe para o clube, em 1894, as primeiras bola de rugby e de futebol. O clube, desde então, mantem o papel de destaque no rugby nacional, ostentando 6 títulos (12, caso os títulos de antes da entrada dos fluminenses no Torneio Aberto forem contabilizados). O primeiro aconteceu em 1974, empatado com o Pasteur, e a ele se seguiram 75, 76 (empatado com o Niterói), 77 e 78. O SPAC iniciaria, então, um longo jejum de títulos, que só terminará em 1999. A equipe, neste sábado, entrará em campo lutando pelo seu sétimo título e o primeiro nacional no século XXI.

O Pasteur possui uma história mais curta, mas não menos importante. A equipe ostenta 3 títulos brasileiros, 74, 87 e 94. O time começou como a equipe do Colégio Liceu Pasteur, tradicional escola da colônia francesa em São Paulo.  A equipe disputou seus primeiros jogos em 1966, na categoria infanto-juvenil.  Em 1970, ainda como equipe do colégio, disputou as divisões inferiores do campeonato paulista. O ano de 1974 marcou a independência do clube com relação ao colégio, com sua transformação emo Pasteur Athlétique Club e sua primeira participação na divisão de elite do campeonato nacional.

A equipe teve uma grande temporada de estréia, terminando o campeonato empatado em número de pontos com o SPAC, ambas com 10 vitórias, 1 empate, e 1 derrota. Esse ano também marcaria o primeiro encontro entre as equipes principais dos dois times. No dia 21/4, o SPAC recebeu o Pasteur em seu campo e saiu vitorioso por 13 a 06. No segundo turno, ambas as equipes se encontraram novamente e o Pasteur não conseguiria devolver a derrota, ficando apenas no empate por 6 a 6.   

Em 2013, o Pasteur tem a vantagem, com 2 vitórias no Paulista - avassaladores 49 x 0 e 80 x 0. O SPAC, no entanto, cresceu no segundo semestre e saiu vitorioso do confronto realizado no Super 10: impactantes 51 x 15. E sábado, quem levará a melhor?

 

Títulos do Brasileiro de Rugby (desde 1972)

1 - São José - 8 títulos

2 - Alphaville Tênis Clube - 7 títulos*

4 - Niterói - 6 títulos

SPAC - 6 títulos

5 - Bandeirantes - 4 títulos

Rio Branco - 4 títulos

7 - Pasteur - 3 títulos

Medicina USP - 2 títulos

10 - CUSP (FUPE) - 1 título*

* Inativos ou extintos

 

Lista de campeões por estado:

1 - São Paulo - 35 títulos

2 - Rio de Janeiro - 6 títulos

3 - Santa Catarina - 3 títulos

 

Títulos do Torneio Aberto a partir de 1964

1 -SPAC - 12 títulos

2 - São José - 8 títulos

3 - Alphaville Tênis Clube - 7 títulos*

4 - Niterói - 6 títulos

5 - Bandeirantes - 4 títulos

Rio Branco - 4 títulos

7 - Pasteur - 3 títulos

Medicina USP - 2 títulos

São Paulo Barbarians - 2 títulos

10 - CUSP (FUPE) - 1 título*

* Inativos ou extintos

 

Fonte: http://www.portaldorugby.com.br/noticia/27-fora-de-campo/8049-brasileiro-de-rugby-uma-historia

 

faceyoutubeyoutube

Copyright © 2014 - LUDENS - Núcleo interdisciplinar de pequisas sobre futebol e modalidades lúdicas. FFLCH/USP.